Para desenvolvedor, resistência aos F2P está diminuindo

Orcs-Must-Die-Unchained

Nunca escondi que de certa forma eu também sou um preconceituoso quando se trata de jogos free-to-play. Por mais que eu lute para não deixar isso acontecer, muitas vezes acabo perdendo o interesse por um futuro lançamento apenas por saber que ele será distribuídos gratuitamente. No fundo não me culpo, já que boa parte da responsabilidade por esta resistência é fomentada pela própria indústria.

Títulos que utilizam de formas extremamente equivocadas o conceito de microtransações, barreiras estúpidas que nos impedem de aproveitar o jogo se não gastarmos (muito) dinheiro, a irritante estratégia de dar vantagens para aqueles que estiverem dispostos a usar seus limites do cartão de crédito… Os motivos são muitos, mas de acordo com Patrick Hudson, CEO da Robot Entertainment, aos poucos as pessoas estão aceitando melhor os jogos F2P.

O estigma ainda existe e dentro da indústria ainda levará um bom tempo até que suma. Provavelmente nunca desapareça completamente. Existiram muitos jogos horríveis com péssimos modelos de preço free-to-play. Eu conheço excelentes e experientes desenvolvedores que nunca jogarão ou criarão um jogo free-to-play. Conheço outros desenvolvedores que os estão perseguindo relutantemente porque sentem que não terão escolha.

Pois na opinião de Hudson, serão estes estúdios que poderão trazer algo de novo para este modelo de distribuição, já que eles explorarão este mercado com um pouco mais de cuidados e o sucesso (e consequente faturamento) de títulos como League of Legends, World of Tanks e Warframe mostra que é possível conquistar muitos jogadores.

Ainda tentando se adaptar ao ramo, a Robot Entertainment lançará em breve o Orcs Must Die! Unchained, primeiro jogo da franquia a ser distribuído gratuitamente, mas que segundo o game designer não significa que eles tenham se transformado em um estúdio que só trabalhará com jogos free-to-play.

Ao pensar neste tipo de distribuição, admito que ainda não sei muito bem se ele é apenas uma bolha ou se veio realmente para ficar, para muitos até com potencial para acabar completamente com o modelo tradicional, mas uma coisa é certa: se os jogos jogos free-to-play representam uma maneira de mais pessoas terem acesso à indústria, então que eles permaneçam por aí por muito e muitos anos.

Fonte: GamesIndustry.

The post Para desenvolvedor, resistência aos F2P está diminuindo appeared first on Meio Bit.

%d blogueiros gostam disto: