Vendas NPD — março: Battlefield Hardline e Bloodborne garantem vitória do PS4 nos EUA

3 Flares 3 Flares ×

Laguna_Battlefield_Hardline

No maior mercado de games do mundo, o público comprou menos consoles em março. E mais acessórios, provavelmente prevendo (sem saber) o retorno do Guitar Hero.

Agora sério: o mercado de jogos físicos novos está encolhendo. O norte-americano está preferindo comprar game físico usado, ou mesmo o digital através de download. Isso quando não está a jogar no smartphone ou tablet, gastando 99 centavos de dólar pelo clone de Candy Crush ou o que quer que seja.

É a explicação que o tio Laguna dá a estes números:

 

ARRECADAÇÃO DAS VENDAS DE GAMES NOS ESTADOS UNIDOS
Período → março (2014) março (2015) Diferença
Jogos (em mídia física) US$ 405,6 milhões US$ 395,4 milhões – 3%
Hardware US$ 393,4 milhões US$ 311,1 milhões – 21%
Acessórios US$ 223,9 milhões US$ 257,2 milhões + 15%
TOTAL: US$ 1,02 bilhão US$ 963,7 milhões – 6%

·
O mês de março só não foi pior porque tivemos o lançamento do multiplataforma Battlefield Hardline dia 17. É o tipo de jogo que o povo lá adora e a versão mais vendida nos Estados Unidos foi a de Xbox One. Não é de se estranhar que liderou o ranking dos mais vendidos.

No mesmo dia 17 de março, tivemos o lançamento do bastante aguardado Final Fantasy Type-0 HD, multiplataforma que teve melhores resultados no PS4 mas quase não conseguiu chegar ao top 10 dos mais vendidos. Outra remasterização multiplataforma, o Borderlands: The Handsome Collection (lançado dia 24) obteve melhor desempenho.

Laguna_Bloodborne_PS4

Entre os exclusivos, os de maior destaque foram do console da Sony, em especial o Bloodborne que chegou bem perto de liderar as vendas como um todo. O esportivo MLB 15: The Show fez bonito também, mesmo tendo sido lançado exatamente uma semana depois (dia 31 de março).

No caso da Nintendo, o Wii U volta a ter algum destaque com o Mario Party 10. E só.

A seguir, o ranking de vendas no varejo entre os dias 1 de março e 4 de abril de 2015, de acordo com o NPD Group:

Ranking de vendas nos Estados Unidos em março de 2015 (considerando apenas software avulso vendido em mídia física)

    1. Battlefield Hardline (Xbox One, PS4, 360, PS3 e PC);
    2. Bloodborne (PlayStation 4);
    3. Grand Theft Auto V (Xbox One, PS4, 360 e PS3);
    4. Mario Party 10 (Wii U), 290.000 cópias vendidas*;
    5. Call of Duty: Advanced Warfare (PlayStation 4, Xbox One, 360, PS3 e PC);
    6. MLB 15: The Show (PlayStation 4 e PS3);
    7. Minecraft (Xbox 360, PS3, XBO e PS4);
    8. NBA 2K15 (PlayStation 4, Xbox One, 360, PS3 e PC);
    9. Borderlands: The Handsome Collection (PlayStation 4 e XBO);
    10. Final Fantasy Type-0 HD (PlayStation 4 e XBO).

*Os números da Nintendo incluem mídia física e download.

Na onda do New 3DS e Majora’s Mask em fevereiro, a Nintendo conseguiu em março melhores números de hardware que em 2014. Tanto no caso do portátil quanto do Wii U. Só que nenhum deles foi o suficiente para barrar o PS4 e o (New) 3DS no máximo chegou perto do Xbox One.

Embora não tenha sido líder em março, o XBO tem tido melhores vendas que o Xbox 360. Isso considerando os dezessete primeiros meses de ambos os consoles Microsoft.

VENDAS DE HARDWARE NOS ESTADOS UNIDOS
Plataforma janeiro (2015) fevereiro (2015) março (2015)
PlayStation 4 190.000 unid 342.000 unid dados indisponíveis
Xbox One 151.000 unid 275.000 unid dados indisponíveis
(New) Nintendo 3DS 74.000 unid 395.000 unid 260.000 unid
Wii U 63.000 unid 94.000 unid 80.000 unid
Xbox 360 dados indisponíveis dados indisponíveis dados indisponíveis
PS3 dados indisponíveis dados indisponíveis dados indisponíveis

·
Pode não ter nada a ver, mas o Xbox One no Reino Unido teve recentemente novo desconto: agora é vendido a £ 299 (sem Kinect). São 50 libras esterlinas a menos que podem prever um desconto semelhante nos Estados Unidos.

Fontes: Games Industry, IGN US, NeoGAF e Venture Beat.

Leia também:

The post Vendas NPD — março: Battlefield Hardline e Bloodborne garantem vitória do PS4 nos EUA appeared first on Meio Bit.

%d blogueiros gostam disto: