Fundador do Twitch é mais um a apostar no fim dos consoles

0 Flares 0 Flares ×

xbox-one-playstation-4

Enquanto o Twitch tenta arrumar a casa após um ataque que pode ter comprometido os dados de seus usuários, um dos fundadores do serviço concedeu uma entrevista ao jornal The Guardian onde fez uma previsão nebulosa sobre o futuro dos consoles.

Apontando como falha principal desses aparelhos o tempo que eles permanecem no mercado, Emmett Shear disse acreditar que não deveremos ver outra geração de videogames, ou que pelo menos eles deverão ser vendidos de outra maneira.

O problema é que, o ciclo de vida de sete anos não funciona frente ao ciclo de upgrade de dois anos para todas as outras plataformas de hardware. Isso está tão intrinsecamente incorporado em como os consoles são produzidos e em todo o modelo de negócios, que ficarei surpreso ao ver outra geração.

Eles terão que mudar sua forma. Você já vê isso tanto no Xbox quanto no PlayStation, onde existem pequenos ciclos de upgrade tanto nos sistemas operacionais quanto nos jogos. Este é o primeiro passo em direção a fazer uma iteração de hardware. Posso imaginar um produto versão 1.1 tanto da Microsoft quanto da Sony que adicionaria um pouco mais de velocidade e um pouco mais de memória, de maneira muito similar como os celulares e tablets funcionam hoje em dia. Acho que se parecerá mais com o mercado mobile com o passar do tempo.

Por mais que durante toda a minha vida eu tenha visto a morte dos consoles ser decretada, acho que a opinião de Shear tem algum sentido e digo isso como alguém que não gosta da ideia, muito menos do caminho para o qual a indústria de games tem se dirigido.

Lançar uma atualização de um videogame com mais capacidade de processamento é algo que acho péssimo, já que a fabricante segrega boa parte dos seus jogadores que não estão dispostos a gastar com um novo aparelho, mas isso acaba de acontecer com o New 3DS e como bem lembrou um dos responsáveis pelo Twitch, acontece frequentemente com os tablets e smartphones.

O que pesa a favor dos consoles talvez seja uma questão mais cultural, justamente a ideia de termos um aparelho pronto para rodar os jogos e que sabemos que fará isso da melhor maneira possível, sem termos que nos preocupar com upgrades ou com a troca de peças. Além disso, as mais de 20 milhões de unidades vendidas do PlayStation 4 mostram que esses aparelhos ainda são muito adorados por bastante gente e como um jogador formado nos consoles, torço para que a previsão de Emmett Shear nunca se concretize.

Fonte: The Guardian.

The post Fundador do Twitch é mais um a apostar no fim dos consoles appeared first on Meio Bit.

%d blogueiros gostam disto: