Digital Foundry vs Forza Motorsport 6


0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Forza 5 foi uma espécie de milagre tecnológico tendo em conta o tumultuado lançamento do Xbox One, caracterizado por jogos apressados e óbvios desafios técnicos com o novo console. A Turn10 conseguiu sólidos 1080p60 – um feito impressionante pois a maior parte do desenvolvimento foi feito num console ainda em desenvolvimento, onde os engenheiros da Microsoft estavam retocando o console nos últimos meses de programação do jogo. Forza Motorsport 6 é um jogo importante – demonstra o que uma das equipes first-party mais talentosas podem conseguir dois anos após o Xbox One chegar ao mercado.

O novo jogo é uma lição de refinamento e o jogo anterior começa a parecer meio tosco quando os comparamos. Em termos técnicos, Forza 5 é um início sólido da série no novo console, mas parece que a Turn10 ainda estava se adaptando ao Xbox One, tentando equilibrar qualidade gráfica com o compromisso de gameplay a 1080p60. A transição para o novo motor também teve implicações no conteúdo que conseguiram incluir, além de vários compromissos: menos carros e pistas do que vimos em Forza 4 e um modelo de condução um pouco entusiasmado demais. A iluminação podia parecer brusca, enquanto a falta de filtro anisotrópico em alguns elementos significava que o maior detalhe nas texturas das estradas era borrado a alguns metros da câmera.

Livre das restrições do lançamento de um console, Forza 6 é um jogo mais substancial que o anterior, dando mais conteúdo e alguns modos muito esperados. Um maior número de carros e pistas com novas funcionalidades como corridas na chuva e a noite, além de um modo solo com uma melhor estrutura, sem microtransações. Em termos tecnológicos, a Turn10 também melhora o motor mas, é compreensível, a insistência em manter sólidos 60fps entre seus compromissos. No entanto, o estúdio utilizou muito do trabalho feito no jogo anterior – a Turn10 parece feliz com o básico da primeira tentativa por isso temos melhorias de um para o outro, ao invés de saltos dramáticos como vimos de Forza 2 para Forza 3 no Xbox 360.

Leia mais…