Digital Foundry vs DriveClub

1 Flares 1 Flares ×

Foi um longo caminho para Driveclub, previsto para o lançamento do PlayStation 4, adiado para início de 2014, depois adiado novamente para o final do ano – uma decisão que gerou dividendos baseado na nossa experiência na E3 e Gamescom. Durante o tempo extra de desenvolvimento, o objetivo inicial da Evolution Studios para corridas a 60fps deu lugar a um alvo de 30fps mais realista, usando o tempo extra de renderização por frame para criar efeitos merecedores do salto de gerações que o console representa. O resultado é um jogo lindo e muito mais impressionante que as versões de 2013.

Como esperado, a experiência roda a 1080p com ganhos impressionantes na qualidade de imagem, cortesia de um complexo sistema anti-aliasing que cobre várias bases. O estúdio usa várias passagens AA, incluindo passagens FXAA pós-processamento, temporal e por pixeis, junto com mais algoritmos que funcionam diretamente nos próprio materiais. A maioria das arestas parece limpa e suave dando ao jogo um aspecto distintamente super-sampled em muitos objetos, apesar desta qualidade não se estender a toda a cena.

Apesar de parecer impressionante, infelizmente ainda existem jaggies perceptíveis ao redor dos carros, cercas e em algumas paredes ao redor das pistas, onde o algoritmo AA pós-processamento parece falhar em algumas arestas em certos ângulos. No entanto, além destes artefatos os resultados são no geral excelentes e acima da maioria dos jogos para PS4 e Xbox One.

Read more…

%d blogueiros gostam disto: