Análise à performance: Bloodborne

0 Flares 0 Flares ×

Finalmente ele chegou. Quem ainda quer comprar um PlayStation 4, especialmente os fãs da série Souls, podem dizer que Bloodborne realmente seria algo para justificar essa compra agora. Depois de visitar a cidade de Yharnam, as primeiras impressões sugerem outro sucesso genuíno da From Software, onde agora podemos fornecer uma análise sem spoilers. O cenário em tons de horror é definitivamente um ponto forte, mas como nos jogos anteriores, há as limitações técnicas óbvias que vão de mãos dadas com as ambições da equipe.

Qual o melhor ponto de partida para começar? Mais abaixo você vai encontrar uma longa análise de frame-rate de 10 minutos, realizada a partir do primeiro momento em que estamos soltos com um machado nas mãos. Com exceção de alguns cortes táticos (para poupar as longas telas de carregamento), o vídeo é mais ou menos em sequência até o encontro com o primeiro chefe. Compreensivelmente, isso é uma série que vende seu mistério, mas uma profunda exploração desta área nos diz muito sobre os pontos fortes e fracos de Bloodborne.

O patch de lançamento (de 2.69GB) é essencial. Melhora o desempenho e estabilidade e a atualização também adiciona os recursos multiplayer. De acordo com as condições que regem o embargo, a Sony tem no entanto, nos aconselhado a evitarmos o modo online até o lançamento, para que os nossos testes de frame-rate sejam realizados sem qualquer tensão potencial resultante de uma partida co-op.

Read more…

%d blogueiros gostam disto: